O seu objetivo é trabalhar a área dos operadores com viaturas afetas à animação turística, nas suas diferentes vertentes, apoiando o sector e em especial os associados desta área. Nasceu das necessidades sentidas pelos empresários que operam com tuk-tuks e outras viaturas motorizadas em Lisboa.

Este departamento elaborou, com o apoio dos seus membros, um documento-base para discutir a proposta de regulamento da Câmara Municipal de Lisboa (CML) no que diz respeito à circulação de viaturas de animação turística.

Foi feita uma primeira ronda de reuniões com os presidentes das Juntas de Freguesia das zonas turísticas onde os operadores exercem a sua atividade, bem como com o Vice-Presidente da CML.

A nossa visão passa por colaborar com todas as entidades intervenientes, no sentido de trazer excelência para a indústria, nomeadamente com ações de formação aos guias turísticos, de forma a compatibilizar a actividade com o bem-estar dos residentes.

Está em desenvolvimento uma nova ronda de reuniões com a CML e Juntas de Freguesia de forma a validar o estado do eventual regulamento bem como a pretensão da CML, expressa diversas vezes, em entrevista, pelo seu Presidente, de exigir a conversão para veículos eléctricos a partir de 2017.

Tem realizado reuniões com outras autarquias, nomeadamente com a Câmara Municipal do Porto, sobre a questão do ordenamento das cidades e suas implicações nesta área de atividade.

Foi concebida uma formação especifica para condutores com viaturas de animação turística que será lançada em 2017.

ASSOCIADOS