APECATE anuncia o programa final do 5º Congresso

O evento de arranque deste 5º Congresso, que se realiza no Évora hotel, em Évora, nos próximos dias 2, 3 e 4 de Fevereiro,  é um jantar comemorativo do 10º aniversário da associação, onde marcarão presença a Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, o Secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins, a Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo dos Açores, Marta Guerreiro, o Presidente da Entidade Regional do Turismo, António Ceia da Silva, o Presidente do Turismo de Portugal, IP, vários representantes de órgãos do poder central, regional e local, associações sectoriais e todos os congressistas.

Será o coroar de um dia que se iniciou com a Sessão de Abertura, seguida da apresentação dos Açores, destino convidado desta edição, e um workshop de cocktails, iniciativa da Escola de Hotelaria e Turismo de Portalegre.

Os painéis do Congresso são cinco e foram concebidos, em consonância com a linha de trabalho da APECATE, como momentos privilegiados de debate entre empresários e entre estes e os poderes públicos, sobre os principais problemas que afectam os empresários das áreas da organização de congressos, eventos e actividades de animação turística.

Segundo António Marques Vidal, Presidente da Direcção, «a mensagem é clara: o desenvolvimento destas áreas de negócio coloca questões novas ao Governo e à sociedade civil e as decisões a tomar exigem que a voz dos empresários seja ouvida, não a posteriori, mas no momento da procura de soluções e das tomadas de decisão».

É esta a perspectiva comum das temáticas do Congresso que vão do valor do Património para o Turismo à economia digital, passando pelo grande desafio que é hoje o ordenamento do território, a gestão e fruição do espaço público, a operação turística nas áreas protegidas, a internacionalização e captação de grandes eventos, a formação e a certificação profissional.

De destacar, como presenças internacionais, Kareen El Beyrouty, da Europe Economics, que apresentará o turismo cultural numa perspectiva pouco presente em Portugal: a quantificação do contributo do património para o Turismo; Alain Auton, em representação da European Federation of Nautical Tourism Destinations, que centrará a sua intervenção na divulgação da experiência e vantagens das estações náuticas como centros de oferta integrada do Turismo Náutico; Manuel Macias que virá partilhar com os empresários da área dos Congressos e Eventos a acção do Sevilla Congress and Convention Bureau, no que respeita à captação de eventos; e, finalmente, Hubert Dupuy, director do Institut de l’Environnement e do novíssimo projecto LéCOLE – The event thinking school, que  vai anunciar as linhas-força de uma pós-graduação na área dos Eventos, com início no próximo mês de Setembro, cuja dinâmica assenta na criação de pólos de aprendizagem nos locais do exercício profissional, perspectiva inovadora que leva a academia para fora de si própria.

Após o encerramento do Congresso, que contará com Francisco Calheiros, Presidente da CTP, os congressistas terão ainda a oportunidade de participar num programa de animação cultural em Évora.

Para mais informações sobre o programa, aceda aqui.

Formação e certificação de competências em debate no 5º Congresso da APECATE 

Com o tema “Certificação de competências – um novo paradigma para a formação” – este Painel tem como objectivo trazer para o debate público duas das questões mais interessantes da formação profissional: como conceber e organizar as intervenções formativas com vista à aquisição das competências requeridas para o exercício de uma profissão, tarefa exigida pela nova abordagem do ensino profissional, em vias de implementação no Catálogo Nacional das Qualificações; e como harmonizar critérios de certificação que facilitem a mobilidade no espaço europeu, o grande objectivo da Directiva europeia 2005-36 CE. Como pano de fundo está a função que os empresários, representados nas suas associações sectoriais, podem desempenhar no enriquecimento e solução de ambas as questões.

Na sua intervenção “Harmonizar para potenciar a mobilidade”, a eurodeputada Cláudia Monteiro de Aguiar partilhará com os congressistas o trabalho que tem vindo a desenvolver no Parlamento Europeu, nomeadamente o seu projecto de criação de um curriculum formativo comum para patrões de embarcações comerciais e o seu entendimento sobre a necessidade de adaptação da formação a novos desafios como a digitalização.

De França, Hubert Dupuy, director do “Institut de l’Évenement” e de LéCOLE, um projecto de formação que se pretende de excelência na área dos Eventos, traz-nos ventos de mudança ao nível do ensino superior que poderão ser muito inspiradores para os agentes da Educação em Portugal: com o conceito de “mobile school” ou “école nómade” vai mostrar-nos como é possível e essencial ousar levar a escola para fora da escola.

Ana Paula Pais, directora da Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra, uma das escolas profissionais do Turismo de Portugal, IP, na sua comunicação “1º Curso de Turismo de Ar Livre – Oportunidades e desafios” vai partilhar a experiência (e a aventura) que foi receber a primeira edição do Curso de Especialização Tecnológica de Turismo de Ar Livre, que deu corpo a esta nova qualificação profissional, concebida, na sua componente tecnológica, por empresários associados da APECATE.

Finalmente, Mário Moreira, director do IPDJ – Instituto Português do Desporto e Juventude, vai apresentar a sua visão sobre uma questão que é complexa e exige, quer na sua formulação, quer na busca de soluções, a cooperação de todas as partes interessadas: as relações entre o Desporto e a Animação Turística, em particular na vertente das actividades de Turismo de Ar Livre.

O 5.º Congresso da APECATE realiza-se nos próximos dias 2, 3 e 4 de Fevereiro, no Évora Hotel, na cidade de Évora.

Para mais informações e inscrições, aceda aqui

A Economia do Turismo Cultural, o tema-desafio do 5º Congresso da APECATE

Perfazendo 5 anos de realização de congressos temáticos, a APECATE não quis deixar de acompanhar o crescendo turístico do país e o evidente contributo da dimensão cultural, patrimonial e histórica das nossas cidades e vilas para os actuais números recorde.

Nesse sentido, e pela primeira vez num Congresso da APECATE, trazemos ao debate o tema fulcral do turismo cultural analisado na perspectiva económica. Para esse efeito, o Congresso contará com dois casos de estudo particularmente relevantes nesta área pela sua similitude em termos de número de habitantes vs números de turistas, pelas taxas de crescimento que têm vindo a apresentar, pela ancoragem em recursos endógenos de base natural e cultural: os Açores – região convidada do Congresso – e o Alentejo, ambos contando com apresentações por parte dos responsáveis de cada uma das entidades de turismo respectivas.

Por outro lado, estes casos de estudo serão acompanhados de duas intervenções teóricas em tudo focadas na dimensão económica da actividade: assim, o Vice Presidente da associação empresarial Portugal Heritage traçará o quadro do sector, relevando o sistema institucional e regional vigente, comparando com outras organizações de mercado em países vizinhos, procurando identificar as oportunidades e contingências existentes relativamente a um forte desenvolvimento económico – e, consequentemente, também empresarial – desta área de actuação. Para contextualizar a importância definitiva do património cultural, este painel contará ainda com a presença da autora do estudo “O impacto económico do turismo do património na economia do Reino Unido”: numa análise inédita, a Oxford Economics contabilizou o impacto do património no turismo dito cultural, retirando números muito relevantes para a definição de políticas e de investimento público e privado neste sector.

A realização deste painel de debate, que abrirá o Congresso logo na sexta-feira, dia 3 de Fevereiro, pela manhã, apresenta-se assim como uma excelente oportunidade de obtenção de informação ainda não partilhada em escala, de debate crítico e de estabelecimento de contactos entre todos os agentes que actuam em turismo-cultural, independentemente da sua natureza público ou privada, ou da sua operação se centrar mais na área do turismo ou da cultura, procurando desta forma contribuir para o estabelecimento das evidentes confluências e sinergias entre os dois campos de actuação.

O 5.º Congresso da APECATE realiza-se nos próximos dias 2, 3 e 4 de Fevereiro, no Évora Hotel, na cidade de Évora.

Para mais informações e inscrições, aceda aqui.

Abertas as inscrições para o 5º Congresso da APECATE

Estão já abertas as inscrições para o 5º Congresso da APECATE, que terá lugar no Évora Hotel, na cidade de Évora, nos próximos dias 2, 3 e 4 de Fevereiro.

O tema central – “Estruturar Negócio para Potenciar o Crescimento” assenta na premissa de que um longo percurso já foi feito, mas que ainda há muito em falta para fazer. Porquê estruturar? Depois de nos últimos dez anos termos vindo a sofrer uma evolução positiva, quer no turismo, quer nas várias áreas que interagem com o sector, é importante continuar a discussão de como tudo se deve organizar, protegendo os valores da sociedade, sem impedir o crescimento sustentado.

Neste âmbito o programa foi dividido em cinco painéis temáticos, que pretendem promover um espaço formativo e de networking empresarial:

  • Cultura e turismo – Problemas e desafios
  • Ordenamento – Um debate inadiável
  • Internacionalização e desenvolvimento de negócio – Captação de eventos
  • Certificação de competências – Um novo paradigma para a formação
  • Tecnologias na construção e gestão do produto

Nesta edição, foi opção da Direcção concentrar os painéis temáticos nos dias 3 e 4, sendo a Sessão de Abertura realizada no dia 2 de Fevereiro, seguida de um jantar comemorativo dos 10 anos da APECATE, que, pelo simbolismo, entendemos dever ser partilhado com todos os que nos acompanham neste percurso.

Para mais informações e inscrições, aceda aqui.

ORGANIZAÇÃO
SECRETARIADO
MEDIA PARTNERS